Por que você não começa a escrever agora


Temos a teimosa mania de nos impor limites para tudo, inclusive para escrever. Nessa idade? Nunca fiz isso antes. Escrever sobre o que? Sobre mim? O que minha história interessaria aos outros? Tenho que ler mais antes. Tenho que fazer cursos. Tenho que, tenho que, tenho que.


Faço questão de argumentar contra cada um desses limites porque alguém tem que fazer isso (risos!). Vamos lá:


1.Nessa idade?

Sim, em qualquer idade. A famosa escritora Cora Coralina teve seu primeiro livro publicado quando tinha 75 anos. Você não precisa publicar nenhum livro, mas pode escrever desde agora. É só usar o que você tem aí dentro, o seu repertório de vida, o que mais toca você. A sua rotina, por onde você passa todos os dias, nem que seja sobre os limites das paredes da sua casa.


2. Nunca fiz isso antes

Pode ser clichê, mas existe uma primeira vez para tudo. Você não precisa ter experiência na escrita para escrever e nem necessariamente muita experiência de vida. É só começar. Vai lá!


3. Escrever sobre o que?

Esse assunto renderia um livro, mas vou tentar resumir. Cada um tem uma história que grita por dentro, grita para sair ou pelo menos para ser vista por você mesmo. Ela está lá, como um filho dentro do ventre que vai sendo preparado para viver aqui fora.


Escreva sobre o que está gritando aí dentro, histórias da sua infância, histórias que você gostaria de ter vivido ou ainda quer viver. Não precisa ser necessariamente uma história. Exponha suas opiniões (elas também podem gritar bem alto aí dentro), suas impressões sobre uma obra de arte, sobre um livro, sobre um dia. Ou ainda crie uma história de ficção, impossível de virar realidade, mas possível de ser escrita.


4. Sobre mim? O que minha história interessaria aos outros?

Você é importante, mesmo que você não acredite tanto. Você é único e como tal tem muito a dizer, muito a escrever, se quiser. A sua história é diferente de tudo o que já existiu ou existe e pode interessar a muitas pessoas, à medida em que elas se identificam com algum ponto da sua história. Essa identificação, quando acontece, é linda de se ver!


5. Tenho que ler mais antes

Para quem escreve, o ideal é ler muito, mas, se por alguma razão, você ainda não conseguiu ler tanto quanto gostaria, escreva assim mesmo. Quem dita as regras da sua escrita é você. Comece a escrever e a ler ao mesmo tempo, por que não?


6. Tenho que fazer cursos

Todo o conhecimento que você agregar é válido para enriquecer o seu repertório, o seu vocabulário e melhorar a sua escrita. Mas não pode ser um limite para você começar a escrever. Com o que você sabe até agora, você já pode escrever, acredite. Ah, e desconfio que você saiba mais do que imagina.

Faltou falar de algum limite? Seja qual for o seu, se escrever é um desejo, não procrastine mais. Não trate a escrita como uma pendência, nem a produção do seu conteúdo. Coloque ela na sua rotina da maneira mais natural possível.

Com o tempo, você vai se perguntar:


“Como vivi até agora sem ela?”

 (51) 99240.1288

cinthiadallavalle

Copyright© 2017