6 dicas para santo de casa fazer milagre


Como gostamos de acreditar na frase: “Santo de casa não faz milagre”, né? “Sendo assim, nem vou tentar”. É isso que muitos profissionais, inclusive os produtores de conteúdo, acabam aceitando para si.


Não dá tempo para produzir conteúdo para a sua própria marca, eu sei e por muito tempo também acreditei nisso. Até que um dia acordei e resolvi priorizar a minha marca e, com essa atitude, priorizei o meu sonho e o meu nome. Depois disso, a mágica aconteceu e comecei a ver os frutos do meu trabalho para mim mesma. É uma sensação indescritível!

O mais bacana foi ter percebido que esse trabalho para mim mesma não é só sobre mim e nem só para mim, na medida em que consegui conversar de mais pertinho com meu público. Estreitei relações, criei outras e fui construindo uma marca, a minha marca.

Sabendo de todos os benefícios de criar conteúdo, separei algumas dicas para você, santo de casa, começar a fazer milagres. Confira!


Dica 1. Faça o que você diz

Outro ditado que precisa ser destruído na sua cabeça é: “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”. É bem simples, faça o que você diz para seus clientes fazerem. Só aí você já tem boa parte do caminho resolvido.


Alguns exemplos: seja consistente, poste todo dia, crie conteúdo relevante, conheça a sua persona e fale com ela, tenha um calendário editorial, anote todas as ideias e por aí vai.


Dica 2. Use as suas experiências para gerar conteúdo

Não existe falta de criatividade ou bloqueio criativo que resistam às suas experiências de vida. Nada é mais rico e mais abundante do que elas. Portanto, o primeiro passo é reconhecer e se apoderar da sua vida, de tudo o que você já passou, de bom e de ruim, e usar nos seus conteúdos. Faça uma linha do tempo e vá preenchendo conforme você for lembrando.


Dica 3. Acesse a sua caixa preta

Sabe aquela caixa preta do avião? É um sistema de registro de voz e dados existente nos aviões, que é acessada para investigar as causas de alguns acidentes.


Nós também temos a nossa caixa preta, mas não precisamos acessar só em último caso, pelo contrário, precisamos acessá-la sempre. Quando temos dúvidas sobre que caminho escolher e sobre o que falar nos nossos conteúdos, por exemplo.


Não esconda o que você tem de mais genuíno. Essa caixa preta deve ser a matéria-prima para todos os seus conteúdos. E acredite, ela é infinita! Assuntos, ideias, diferenciais, propósito, está tudo nela.


Dica 4. Não tema as consequências

Uma vez ouvi que, por medo que os escritores renomados achassem o seu livro prepotente, o autor optou por colocar a palavra: “para iniciantes”. Esse medo é natural, mas não pode travar a sua criação.


Mesmo que um assunto for abordado inúmeras vezes, ele sempre vai ter um foco diferente. Então, não tenha medo de ser criticado, de eventuais haters e de que alguém não concorde com você. Se você não aparecer, você evita a parte boa também, as interações, as identificações, as trocas e um mundo cheio de possibilidades.


Dica 5. Tire a roupa de especialista

Ao invés de falar de cima para baixo, fale com seu público olho no olho, na mesma direção. Você pode ser um especialista, mas você é e sempre será um aprendiz junto com o seu público. Essa roupa de especialista pode causar medo até em você mesmo, além de afastar as pessoas.


Então, a dica é: use o seu conteúdo para conversar com as pessoas bem à vontade, de pertinho.


Dica 6. Não compare seus resultados

Aliás, o que é resultado pra você? Antes de comparar seus resultados com os dos seus colegas criadores de conteúdo ou com os dos seus clientes, reflita sobre o que você espera com seus conteúdos.


Depois disso, evite comparar. O tempo de estrada é diferente, os negócios podem ser diferentes e o público pode não ser o mesmo. Se for para comparar, que seja com você mesmo e com as fases do seu negócio e da sua vida.


E você o que acha disso?

 (51) 99240.1288

cinthiadallavalle

Copyright© 2017