Como se faz para transformar propósito em dinheiro


Já aviso que esse é um artigo colaborativo. Quem tiver dicas que ajudem as pessoas a trabalharem com seus propósitos e ganharem dinheiro está convidado para colaborar aqui nos comentários. Juntos, podemos criar um material incrível e ajudar muita gente!


A busca pelo propósito é o grande assunto do momento, como você já deve saber. Trabalhar fazendo o que se gosta é o que todo mundo quer, sem dúvida nenhuma. Mas, depois de descobrir o propósito, que não é uma tarefa fácil, o grande desafio é descobrir quanto e quando você vai receber por isso. Até porque ninguém pode trabalhar de graça por muito tempo.


Existem linhas de pensamento que não apoiam essa busca, dizendo que nem sempre podemos escolher um trabalho de que gostamos, porque o objetivo principal é pagar as contas, afinal.


Concordo que é necessário um planejamento financeiro para empreender ou para deixar o seu trabalho atual e procurar um emprego de carteira assinada que você goste. Melhor seria escolher uma função que faz seus olhos brilharem desde o começo, lá na escolha da faculdade. Mas nem sempre isso é possível, porque o nível de autoconhecimento que temos nessa fase geralmente não nos ajuda nessa missão, como já falei em outro artigo.

Mas isso não significa que você deva ser infeliz pro resto da vida. Convenhamos que não seria justo! E nem tente compensar com o “lado pessoal” maravilhoso, porque acho difícil que exista essa separação na prática. Se você não está bem profissionalmente, não é a família, os amigos e nem os filhos que vão preencher essa lacuna.

A vida pessoal se mistura com a profissional, porque, afinal, passamos a maior parte do nosso dia trabalhando e nos relacionando com as pessoas a nossa volta (colegas, chefes, parceiros, colaboradores). Os sentimentos não ficam em casa quando saímos para trabalhar, certo? E o mesmo acontece com a nossa vida pessoal, ela interfere diretamente no nosso trabalho, por mais “profissional” que sejamos.

Por tudo isso, sempre vale à pena a busca por um trabalho que te faça feliz a maior parte do tempo. Que te inspire, motive, que desperte a sua criatividade, a sua vontade de aprender cada vez mais, que dê orgulho de falar sobre ele.

Não é querer muito, acredite. Mas esse trabalho ideal não é feito só de sonhos, ele precisa pagar suas contas. Por isso, é necessário lidar com a questão financeira desse sonho, mesmo que, para você, não seja uma coisa muito agradável.


Se você é empreendedor, precificar o seu produto ou serviço, cobrar os clientes, controlar os investimentos e as saídas, tudo isso deve fazer parte da sua rotina, mesmo trabalhando somente com o que você gosta.


E nessa lista não podem ficar de fora as vendas. Eu já fiz isso e confesso que até hoje eu procrastino um pouco essa tarefa. Mesmo que muitas vendas surjam através de indicações dos seus clientes atuais, você e eu precisamos lidar com essa tarefa de uma forma mais ativa.


Organizei uma lista para ajudar a transformar o seu propósito em dinheiro. Mas o ideal é que ela seja colaborativa, porque confesso que também estou aprendendo a fazer isso. Sinta-se à vontade para agregar as suas dicas nesse texto. Muita gente pode se beneficiar com isso, acredite!

  1. Coach: precisamos desse profissional pelo menos uma vez na vida. Ele é fundamental para encontrarmos o nosso propósito no meio de tantas coisas que gostamos de fazer e tantos planos na cabeça. E depois ele ajuda a colocar o sonho em prática, através de tarefas e prazos.

  2. Psicólogo/a: precisamos dele sempre! Não tenha vergonha de ter um para chamar de seu. A terapia ajuda a desmistificar crenças que atrapalham as nossas realizações, a resolver conflitos internos, a tirarmos o medo da nossa frente e agirmos, finalmente. É só um resumo de todos os benefícios que a terapia pode te proporcionar. Mas já aviso que dói, mas liberta. A escolha é sua.

  3. Planejamento: me refiro aqui a um planejamento mínimo para você fazer acontecer. Planejar a sua carreira ou empreendimento e a sua vida financeira é muito importante para que você não perca o chão. Mas não pode ser aquele planejamento longo que trava as suas ações, combinado?

  4. Dinheiro: seja para investir, seja para as questões citadas acima, lidar com o dinheiro de uma forma prática e rotineira facilita a transformação do seu propósito em renda. E muito importante: não tenha vergonha de dizer o preço do seu serviço, não tenha medo de cobrar pelo pagamento, não esconda de si mesmo o valor que deseja ganhar. Isso tudo já ajuda no processo.

  5. Persistência e paciência: essa transformação do propósito em dinheiro nem sempre acontece no tempo que imaginamos. E é aí que muitos desistem. O importante é dar sempre um passo a frente, ver que você está evoluindo no seu projeto de alguma forma. Talvez as coisas não aconteçam na velocidade que você esperava, mas não desista por causa disso. Você vai acelerando conforme a segurança que você vai adquirindo no caminho.

  6. Imagem pessoal: não é frescura, como algumas pessoas podem pensar. A aparência, o estilo de se vestir, as cores que você usa, o jeito de falar e se expressar, tudo isso faz parte da imagem que você passa aos outros, mesmo não querendo. Nesse processo, o autoconhecimento é fundamental para ajustarmos a imagem que já comunicamos com aquela através da qual queremos ser vistos pelas pessoas. Vale à pena olhar para isso.

  7. Marca: a escolha do nome, a criação da logomarca, a apresentação da sua empresa, o site e as redes sociais são as primeiras coisas que você deve focar. Se você não sabe fazer, não faça. Tem gente muito boa e especializada nisso. A marca exige uma boa pitada de dedicação e cuidado. Por isso, não faça de qualquer jeito, mas também não demore meses para defini-la.

  8. Divulgação: use e abuse do Marketing de Conteúdo para divulgar o seu negócio. Crie artigos sobre assuntos que você domina e se interessa, dê dicas para o seu público através das redes sociais, aproveite todas as oportunidades de contar a história da sua marca, do seu negócio e a sua própria história. Histórias conectam e vendem!

  9. Compartilhar conhecimento: através de cursos, palestras, rodas de conversas, webinar, livros. Tudo isso, além de ajudar as pessoas, gera autoridade para o seu nome. Sim, eu sei que fazer vídeos e falar em público podem ser grandes desafios, mas fazem uma enorme diferença para transformar propósito em dinheiro. Quanto mais você se expõe, mais você se torna real e mais você ganha a confiança das pessoas. Mas não se sinta mal se você ainda não criou coragem para isso. Estamos juntos. É tudo uma questão de começar e praticar.

Acredito que esse assunto é muito mais rico e, por isso, quero, de verdade, que você ajude a completar esse material. Todos nós precisamos de dicas que nos façam crescer e evoluir nos nossos projetos de vida.


Tenho certeza que é possível viabilizar essa equação:

Propósito + Dinheiro = Felicidade



Me ajuda?

 (51) 99240.1288

cinthiadallavalle

Copyright© 2017